quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Dicas: Barracas - Parte 3

Quechuahttp://www.quechua.com/pt-BR/

Uma marca nova para os Brasileiros. De origem Francesa possuem barracas normais e as chamadas "2 seconds" que armam praticamente de forma instantânea. Porém todas elas são submetidas a rigorosos testes de vento e chuva:



Apesar de usar um sistema de classificação diferente das demais, chamado "Teste do Chuveiro" suas barracas tem resistência mínima de 2000 mm para o teste de Coluna D'agua. O que para os padrões brasileiros está de bom tamanho.

O que se tem a falar contra a Quechua? Somente com relação a linha "2 seconds"; Apesar de serem barracas tipo "pop-up", que armam praticamente sozinhas, o seu transporte é um tanto peculiar. Todas elas são guardadas em uma sacola redonda em formato de disco. Não preciso nem mencionar que isso não combina com uma mochila cargueira ou até outra mesmo de menor capacidade. Serve somente se for para uma Camping cuja a distância seja curta ou que você possa parar com o seu carro ao lado do acampamento. Além disso costumam ser um pouco mais pesada que o normal.

The North Facehttp://www.thenorthface.com/en_US/index.html

Talvez sejam consideradas as melhores barracas do mundo. É costume ver suas tendas em lugares de alta montanha, inclusive na região do Himalaia. Mas como eu falei no início destes comentários. Tudo que é muito bom tem um alto preço. E coloca alto nisso. Seus equipamentos em geral são extremamente caros, e você questiona se de fato o investimento neste material vale a pena. Talvez para quem esteja nas classes A e B econômica até vale, mas sinceramente tem boas marcas com produtos de qualidade sem necessariamente ter os preços orbitantes que eles possuem.

Este modelo abaixo é um dos mais em conta. Custa "apenas" US$ 439,00. Imagina. Convertendo para o real e mais os impostos, quanto sairia o preço desta barraca? Em compensação eles se dão ao luxo de excluir o sobreteto e ainda oferecer uma resistência de 3000mm de Coluna D´agua. Mas também por este preço...

Manasluhttp://www.manaslu.com.br/index_inicial.htm

Pouco divulgada e quase um "Cult" entre alguns montanhistas. É a única marca brasileira que eu tenho conhecimento que faz equipamento para alta montanha. Costuma produzir por encomenda. Seus preços devido a este sistema de produção acaba encarecendo também o seu preço final. Mas quem tem rasga elogios e que não fica nada a dever as grandes deste setor. Somente pelo preço.


quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Dicas: Barracas - Parte 2

Trilhas e Rumos - http://www.trilhaserumos.com.br

Os produtos desta empresa é o que tem de patamar mínimo se você deseja ter um equipamento com qualidade. Da cadeia das grandes marcas de qualidade esta empresa é a que possui preços mais em conta. E como tal não seria diferente com as suas barracas em matéria de qualidade.


  Lógico que quando a qualidade aumenta, e a resistência pluviométrica chega a barreira dos 2000 mm de coluna d'agua, que é excelente por sinal, o peso tende a aumenta em consequência disso. A barraca Super Esquilo, que é uma das mais vendidas por sinal, tem 3,8 kg. Entretanto consegue colocar até 3 pessoas dentro dela devido as suas dimensões.


   Representada no Brasil pela Nautika está linha de barracas é mais conhecida no exterior do que no Brasil. Possui um alto padrão de qualidade la´fora. Aqui parece que eles vendem os modelos mais frágeis com resistência de coluna d'água de 800 mm apenas. Lá no exterior eles se orgulham em vender equipamentos com o que eles chama de WeatherTec System Seus tecidos são voláteis e a prova d'água. Seus testes são feitos no chuveiro e em túnel de vento, assim como as barracas da Quechua. Não fornecem classificação de coluna d'água, mas garante a resistência das mesmas em condições adversas.


Ainda pesa contra ela aqui no Brasil, os seus sobre-tetos não serem totalmente extensivos até o chão, o que pode ser um problema como no modelo LX2 acima, que como podem ver se torna vulnerável se a chuva for de contra a entrada da barraca.

Na próxima postagem: Quechua, The North Face e uma marca brasileira muito boa e pouco conhecida dos brasileiros.

11 Picos mais altos de acordo com o IBGE

http://blogdescalada.com/quais-sao-as-11-montanhas-mais-altas-do-brasil-incluindo-a-extraoficial/